Depois de 20 meses da noite do crime, Oscar Pistorius enfim conheceu a sentença que terá que enfrentar pela morte de sua namorada, Reeva Steenkamp. Acusado anteriormente de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, o atleta paralímpico foi condenado a cinco anos de prisão. A decisão foi anunciada pela juíza responsável pelo caso, Thokozile Masipa. Os lados ainda têm o direito de recorrer da sentença.
Cercado por um batalhão de jornalistas e com segurança reforçada, Pistorius chegou na corte em Pretória um pouco depois das 9 horas (horário local sul-africano).  A justiça já havia considerado o atleta inocente diante da acusação de assassinato premeditado.
A juíza Thozolile Masipa deixou claro que a decisão ali era unicamente sua. A responsável pelo caso também lembrou e destacou os depoimentos realizados na semana passada, tanto por testemunhas de acusação quanto de defesa, e deixou claro que encontrar a sentença apropriada foi considerado um desafio. Para a magistrada, uma pena mais leve mandaria uma mensagem errada para a população.
Em seu discurso, a juíza sugeriu que o sistema prisional sul-africano está sim preparado para receber pessoas com deficiência física, como Pistorius. A questão foi muito discutida na semana passada, mas ela criticou argumentos de uma das testemunha de defesa, que tentou mostrar a prisão como um lugar perigoso para o réu.
– Não seria razoável para este tribunal de usurpar as funções do departamento de serviços penitenciários após a sentença – disse ela, que apontou que a preocupação da defesa não era apenas com o problema físico de Pistorius, mas também suas necessidades relacionadas com a saúde mental.
Diante dos olhares dos familiares de Reeva Steenkamp, Thokozile Masipa lembrou do discurso da prima da vítima, na semana passada. Apontou Reeva como uma jovem cheia de vida no momento de sua morte e ressaltou que nada poderá trazê-la de volta.
Lembre o caso:
No dia 14 de fevereiro de 2013, Oscar Pistorius deixou sua casa em Pretória escoltado por autoridades como principal suspeito de matar a sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, naquela madrugada. Em depoimento, o atleta alegou que ouviu barulhos e efetuou os disparos de arma de fogo após confundir a companheira com um ladrão. A promotoria, no entanto, acredita que o crime foi premeditado e executado após uma discussão do casal. Após uma semana de audiências, no ano passado, o juiz Desmond Nair garantiu a fiança ao medalhista paralímpico e anunciou que ele responderia pela morte de Reeva em liberdade.

Globo Esporte 
Clarão é provocado devido ao contato entre a Terra e a poeira deixada pelo cometa Halley há 28 anos no espaço

Reprodução
Imagem ilustrativa
Alguns paraibanos que passaram a noite literalmente em claro nessa madrugada da segunda (20) para a terça (21) só para tentar presenciar um novo clarão no céu, puderam ver os pontos luminosos e viver o fascínio de contemplar o evento astronômico. Esta é a segunda vez neste mês em que o clarão, segundo estudiosos provocado por resquícios do cometa Halley, ilustra o céu do estado. A novidade é que mais uma vez o clarão pode ocorrer nesta quinta (23).

Leia mais Notícias no Portal Correio
Quem não chegou a contemplar o clarão deve ficar atento às estrelas até a quinta, as chances são de ver até 20 meteoros por hora cruzando o céu. O fenômeno, que leva o nome de Orionídeas que começou no dia 9 deste mês e vai até o dia 29 está em ponto de ápice.
O efeito no céu é ocasionado porque a Terra está passando pela região no espaço onde o cometa Halley deixou seus rastros de poeira; é como se o planeta estivesse passando por uma nuvem de detritos.
Em João Pessoa, assim como em todas as outras partes do Brasil, o fenômeno poderá ser observado, a melhor hora para contemplar o fenômeno é por volta das 23h (horário de Brasília), quanto mais distante das grandes cidades mais fácil é a visualização devido a menor poluição luminosa.
Portal Correio
Matérias foram votadas nesta terça-feira pelos deputados estaduais

Divulgação
ALPB
A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou na sessão desta terça-feira (21) a o projeto Lei Ordinária 1.968/2014, fixa o subsídio dos membros da Defensoria Pública do Estado (DPE) e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC 31) que beneficia policiais militares e bombeiros.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

O PLO inclui o reajuste dos defensores públicos este ano em 44,30%, dividido em três parcelas iguais, de R$ 1 mil. Para os seguintes exercícios, o percentual será fixo de até 25% ao ano.

Já PEC 31 garante o retorno de policias militares e bombeiros licenciados às corporações. Aprovação trata sobre normas de disciplinamento aos integrantes da Polícia Militar da Paraíba e do Corpo de Bombeiros Militar e permite que militares em regime de licença, retornem à corporação, entre outros benefícios.
Portal Correio



A estudante Renata Silva Santos, de 18 anos, vai fazer seu primeiro Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) "a sério" neste ano, e seu desafio é grande: conseguir uma vaga em medicina na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) ou uma bolsa para o curso da Faculdade de Medicina do ABC, na Grande São Paulo. Por isso, uma das estratégias que a jovem adotou para se preparar foi pedir para o irmão mudar sua senha do Facebook, para que ela evitasse se distrair na rede social enquanto estudava pela plataforma Geekie Games.

A ideia de deixar o irmão trocar sua senha para ficar propositalmente sem acesso ao Facebook veio de uma entrevista que Renata leu. "Havia lido uma reportagem de um garoto que passou no vestibular e ele fez isso. Aí a luzinha acendeu", contou ela ao G1.

As provas do Enem 2014 acontecerão nos dias 8 e 9 de novembro e, com exceção de um período de cerca de um mês entre setembro e outubro, a jovem diz que está ausente do Facebook desde o fim de março. "Não entrava desde meados de março/abril, mas um professor novo na escola mandava tarefas pelo grupo [no Facebook]. Reativei em setembro, desativei porque o professor deixou minha turma", disse ela, explicando que a nova mudança de senha aconteceu no dia 5 de outubro.

A distância do site foi difícil só no começo, lembra a jovem, que, na época, namorava e tinha problemas para controlar os ciúmes. A reação dos amigos também a surpreendeu. "A maioria achou que fiquei meio bitolada, uns até pararam de falar comigo e me chamar pra sair", disse. "Liguei no início, mas agora tanto faz. Se deixaram de falar comigo porque estava me dedicando a algo que quero, não são meus amigos de verdade."

Depois que ela se habituou, mesmo as esporádicas voltsa à rede social não atrapalham mais seus estudos. Ela diz que pega os arquivos de que precisa e não "desvia" mais o seu tempo. "É que as vezes a procrastinação puxa pelo pé e dez minutos se transformam em 60." Para a estudante, seu ponto fraco não está na navegação pelas fotos dos amigos, mas nas páginas que publicam conteúdo viral de assuntos do seu interesse, como ciência.

Geekie Games + apostilas

Renata cursa o terceiro ano do ensino médio em uma escola técnica estadual (Etec) em São Bernardo do Campo, na Região Metropolitana de São Paulo. Ela fica no colégio entre as 7h e as 12h20 e, depois de almoçar e tomar banho, procura estudar em casa das 14h às 22h. Seu método de estudo individual é uma combinação entre as apostilas tradicionais de dois cursinhos e um colégio particular, e as aulas direcionadas da plataforma Geekie Games.

Ela conta que faz as aulas indicadas no Geekie e, então, responde aos exercícios na plataforma. Depois, vai para os livros e realiza os exercícios da mesma matéria. As apostilas também servem para tirar uma ou outra dúvida que ficaram durante a aula on-line. "A linguagem [do Geekie] é bem fácil de entender, assim como as associações que fazem. E colocam de forma interessante o dia-a-dia dentro do universo didático."

Aos sábados, ela faz um cursinho especial para vestibulandos de medicina das 7h às 12h30, com aulas de biologia, física e química. No período da tarde e aos domingos, a jovem ainda trabalhava, até o início do mês, como garçonete em um buffet, e os estudos ficavam no tempo livre. "Sempre tem aquelas brechas de tempo que dá pra fazer uma revisãozinha", diz ela.
Até agora, Renata diz já ter cumprido todas as aulas e exercícios do seu plano de estudos individualizado indicado pelo Geekie Games. "Agora preciso fazer o simulado", disse ela, que diz passar entre quatro e cinco horas por dia na plataforma.

Primeira da família

Renata é a mais velha de quatro irmãos (dois meninos e duas meninas) e, se conseguir uma vaga no vestibular, se tornará a primeira pessoa da família a fazer faculdade. Seu pai é promotor de vendas e sua mãe trabalha como ajudante geral.

O sonho de estudar medicina ela nutre desde os 12 anos, quando um problema no joelho que ela apresentou durante um treino de ginástica artística virou uma suspeita de câncer, e ela foi parar na Fundação Santo André. A bateria de exames que ela fez no hospital mostraram que ela não tinha a doença, mas o trabalho dos profissionais a deixaram impressionada.

"Vi o cuidado que eles tinham com as pessoas, e abdicar de grande parte da vida pessoal em prol da saúde e bem estar de outro é uma das maiores contribuições que se pode fazer como ser humano", afirmou a jovem vestibulanda, que pretende um dia ser oncologista. "Nosso estilo de vida precisa de mais oncologistas ajudando", disse.


com g1



"Na Bíblia, Jesus fala que o jejum deixa as pessoas mais inspiradas’’, lembra Padre Marcelo Rossi, ao comentar que passou por um período de restrição alimentar enquanto compunha as canções de "O tempo de Deus’’, CD que ele lança essa semana. O regime severo, no entanto, foi além da motivação criativa, chegando à anorexia. Por só se alimentar de alface e hambúrguer num período de depressão, o homenzarrão de 1,95m de altura foi dos 128kg aos 60kg, no fim do ano passado. Mas apesar de ainda despertar intenso burburinho pela magreza — sua presença no Círio de Nazaré, em Belém do Pará, no último dia 12, causou verdadeira comoção nas redes sociais — ele garante que a saúde está 100%.

— Estou de volta aos meus 80 e poucos quilos, que é o meu peso normal. Mas como as pessoas me viram muito inchado durante meses, estranham. Chegaram a dizer que eu estava com câncer, meu Deus! Até a minha mãe estranhou. Já voltei a ter uma dieta equilibrada, pratico a minha caminhada e a minha corrida na esteira diariamente, estou muito bem — afirma Padre Marcelo, que não teve acompanhamento médico durante o restabelecimento: — A oração foi a minha salvação. Também não usei remédio antidepressivo, só minha conexão com Deus.

A depressão foi desencadeada por um acidente na esteira há quatro anos. O padre quebrou a perna, ficou numa cadeira de rodas por seis meses usando anti-inflamatórios e ganhou peso. Ferido em sua vaidade pelos comentários dos fiéis sobre seu sobrepeso, o homem sempre atlético, formado em Educação Física, tomou a atitude radical na alimentação.

— Sou vaidoso com relação ao corpo e ao cabelo. Tomo Finasterida (remédio para cortar a queda de cabelo) há anos, sem me preocupar com as consequências. Sou celibatário, isso não tem importância para mim (um dos efeitos do medicamento é a impotência sexual) — revela.

O padre também diz que se tornou alvo de energias ruins

— Perdi meus três cachorros, e isso me deixou infeliz. Eles morreram um atrás do outro, do nada. A inveja e o mal existem, mas não posso reclamar, só rezar mais.

Agora livre da doença, ele a analisa com outros olhos.

— A depressão foi uma bênção de Deus na minha vida. Achava que isso era frescura, escutava testemunhos e não dava muita bola — diz ele, que transformou o sofrimento nas canções do novo disco e num livro sobre ansiedade e depressão, a ser lançado em 2015: — Assim como o CD "O tempo de Deus’’, creio que o livro vai ajudar pessoas que sofrem do mesmo mal.

"O tempo de Deus’’, com 14 músicas, chega aos consumidores a R$ 10.

Dificuldade para andar pelas ruas

Em 2014, Padre Marcelo Rossi completa 20 anos de sacerdócio. Desde 1998, quando lançou o primeiro de seus 13 discos, o representante do movimento de Renovação Carismática Católica tornou-se um fenômeno de mídia e popularidade ao incentivar fiéis a cantarem e dançarem como forma de oração. O sucesso de milhões de discos e livros vendidos lhe trouxe a fama. E com ela, o religioso trava uma luta diária:

— Pago um alto preço. Se quero visitar alguém no hospital, ir à farmácia ou ao supermercado, não posso ir de dia, só de madrugada. Mesmo assim as pessoas que me encontram me param, querem conversar, tirar foto. Até para votar é difícil. Tive que trocar de local de votação porque muita gente descobriu onde eu ia por anos, e me cercava. Agora, chego cedinho, não furo fila, mas cumpro o meu dever rapidinho e vou embora para não gerar tumulto.

Sobre as eleições atuais, ele se diz totalmente contrário à união de religião com política:

— A Igreja Católica já aprendeu que essa mistura não dá certo. Padre ou pastor que se candidata a cargo público está errado. Jamais votaria num desses.

Acusação de exibicionismo não o abala

A perda da privacidade pode ter chegado a níveis muito mais dramáticos do que simplesmente a idolatria de seus fiéis, no caso de Padre Marcelo. Uma reportagem publicada pelo site Uol, no último dia 30 de setembro, afirma que o religioso foi investigado pelo Vaticano por cerca de dez anos. A averiguação teria sido motivada pela denúncia de um religioso brasileiro que teria acusado o padre de exibicionismo e de se desvirtuar das práticas católicas, transformando suas missas em “circos’’.

— Não tem sentido, e eu nunca desconfiei de nada nesse sentido. Mesmo que essa investigação tenha acontecido, não tenho nada a esconder. Em 2010, recebi das mãos do então Papa Bento XVI o Prêmio Cardeal Van Thuan, reconhecendo minha dedicação como evangelizador moderno. Sendo assim, chego à conclusão de que não encontraram nada que depusesse contra mim, e que estou aprovado no trabalho que realizo junto à Igreja — afirma o padre, mencionando uma outra ocasião em que descobriu ter tido seu celular clonado: — Foi em 98. Um amigo meu que trabalha com isso analisou e me alertou que estavam tentando pegar algum vacilo meu. Mas não adianta, eu não devo nada.

Padre Marcelo procura amenizar polêmicas também ao falar sobre sua relação com outro religioso midiático, Padre Fábio de Melo. Por muitos anos e até hoje há insinuações de que exista alguma rixa entre os dois.

— Padre Fábio é um grande amigo. Vou fazer o lançamento do meu CD em seu programa, na Canção Nova. Eu dei umas dicas a ele, ele também me abriu a cabeça para outros modos de pensar, porque eu era um pouquinho radical, principalmente com relação à batina, que ele não usa. A questão é: somos unidos, porém diferentes. Mas unidos, o que é mais importante.

Fonte: EXTRA


Equipes da polícia civil e militar realizam buscas na região. Eles fugiram depois de afastarem uma barra de ferro na área de banho.

A polícia ainda não recapturou nenhum dos cinco presos que fugiram na noite deste domingo (19) da delegacia de Itabaiana, a 58 Km de Aracaju. Equipes da polícia civil e militar realizam buscas na região.

Os detentos fugiram depois de afastarem uma barra de ferro localizada na área de banho e, utilizar uma corda feita com lençóis para pular o muro.

Segundo informações da equipe de plantão da delegacia, os outros 22 presos não fugiram porque preferiram ficar detidos para não se complicar. Os detentos chegaram à delegacia na última sexta-feira, acusados de roubo, furto e tráfico de drogas.

Ainda segundo a equipe de plantão, a delegacia vai apurar as circunstâncias da fuga.

Fonte: G1



Segunda etapa da votação será no dia 26 de outubro.  21 milhões de eleitores serão identificados pela biometria antes de votar.

Confira abaixo respostas a algumas das dúvidas mais frequentes de eleitores

O eleitor que não votou nem justificou no primeiro turno pode votar no segundo turno? 

Sim. O eleitor pode votar normalmente no segundo turno, mesmo que não tenha votado no primeiro.

É necessário justificar a falta no primeiro turno?

Sim, pois a Justiça Eleitoral considera cada turno como uma votação. Caso o eleitor não entregue o requerimento de justificativa no dia da votação, ele deve apresentá-lo pessoalmente em qualquer cartório eleitoral ou enviá-lo, por via postal, ao juiz da zona eleitoral onde é inscrito, até dois meses após o turno da votação. A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu. Assim, se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno da eleição, terá de justificar sua ausência para cada turno, separadamente.

Qual é a punição para quem não votar e não justificar a ausência?

Para quem perde o prazo da justificativa, a Justiça Eleitoral aplica uma multa, de aproximadamente R$ 3, mas pode ser multiplicada até por dez vezes, de acordo com decisão do juiz eleitoral. Quem deixar de votar e justificar por três votações seguidas (cada turno é considerado uma votação), tem o título de eleitor suspenso.

Quais são as consequências para quem tem o título suspenso?

A pessoa fica impedida de assumir cargo público. Os empregados no serviço público não podem receber salário. Não é possível obter empréstimos em bancos mantidos pelo governo, tirar passaporte, carteira de identidade, nem renovar matrícula em estabelecimento público de ensino. Também não pode votar.

Como fazer para regularizar a situação eleitoral?

Basta procurar um cartório eleitoral e quitar os débitos. O prazo para regularizar a situação eleitoral a tempo de votar nestas eleições era 7 de maio. Quem não regularizou o título até essa data não poderá votar nestas eleições.

Quem é obrigado a votar?

O voto é obrigatório para todos os brasileiros com mais de 18 anos e menos de 70. Pessoas que nasceram em outro país, mas se naturalizaram como brasileiros, também são obrigadas a votar. Para quem tem entre 16 e 18 anos e para quem tem mais de 70, o voto é facultativo, assim como para os analfabetos.

Quem ainda não tirou o título de eleitor ou está com título cancelado poderá votar nestas eleições?

Não. Para votar, é necessário ter tirado o título de eleitor ou ter regularizado a situação até o dia 7 de maio. Se sua região estiver contemplada pela biometria, é preciso ter cadastrado as digitais para identificação biométrica.

Quando o título eleitoral é cancelado?

O título de eleitor pode ser cancelado pela Justiça Eleitoral em algumas situações. Por exemplo, quando a pessoa deixa de votar e não justifica a ausência em três votações seguidas (a Justiça eleitoral considera cada turno como uma votação), quando há suspeita de duplicidade do título e quando o eleitor não comparece à revisão de eleitorado. Clique aqui para verificar a situação do seu título.

Ainda dá tempo de transferir meu título de cidade?

Não. O prazo para pedir transferência de domicílio eleitoral acabou em 7 de maio. Para votar nestas eleições, o eleitor que se mudou terá que comparecer à cidade onde está registrado seu título. Outra opção é o voto em trânsito nas cidades com mais de 200 mil eleitores, cujo prazo de solicitação terminou em 21 de agosto.

Haverá identificação biométrica em todas as cidades?

Não, a identificação do eleitor por meio das impressões digitais nas eleições de outubro será realizada em quase 800 municípios do país, entre eles 15 capitais. A identificação biométrica vai ser usada por aproximadamente 21 milhões brasileiros, cerca de 15% do eleitorado brasileiro.

Como faço para saber meu local de votação?

O TSE oferece na página da internet a consulta dos locais onde cada eleitor votará. O endereço é este: http://www.tse.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao/consulta-por-nome. É necessário preencher o nome completo, a data de nascimento e o nome da mãe. Se persistir a dúvida, o eleitor deve procurar o cartório eleitoral da região.

Quem mora no exterior também deve votar?

O eleitor que morar fora e tiver o título eleitoral cadastrado no exterior é obrigado a votar para presidente da República, em postos nas embaixadas e consulados. Aqueles que moram no exterior, mas têm domicílio eleitoral no Brasil, devem justificar a ausência até um mês depois de retornar ao Brasil.

E quem estiver viajando no dia das eleições?

Os eleitores que estiverem fora de seu domicílio eleitoral no dia da votação, seja em viagem no Brasil ou no exterior, podem votar em trânsito se estiver em alguma cidade com mais de 200 mil eleitores - o prazo para fazer a solicitação acabou em 21 de agosto - ou devem justificar a ausência. Os cartórios eleitorais deixam à disposição dos eleitores os formulários de justificativa. O formulário Requerimento de Justificativa Eleitoral também pode ser obtido no site do TSE (dois requerimentos: para o dia da eleição e depois da eleição). O prazo para justificativa é de até dois meses depois da votação. No caso de quem ainda estiver no exterior mesmo depois de decorridos os dois meses, o prazo para justificar passa a ser de um mês após o retorno ao Brasil.

Quais documentos são necessários para votar?

O eleitor deve levar para o dia da votação pelo menos um documento de identificação com foto. Serve carteira de motorista, carteira de identidade, carteira de trabalho ou passaporte. Levar o título de eleitor não é obrigatório. Mesmo com o título em mãos, o eleitor deve apresentar também o documento de identificação com foto.

Qual são os dias e horários da votação?

O segundo turno será no dia 26 de outubro. A votação começa às 8h e termina às 17h no horário local. Quem já estiver na fila às 17h vai poder votar, mesmo se chegar à urna depois desse horário.

Fonte: G1

Crimes ocorreram entre a tarde de domingo (19) e a manhã de segunda. Entre tentativas e homicídios, 14 casos foram registrados, diz polícia.

Pelo menos cinco homicídios foram registrados na Região Metropolitana de João Pessoa entre a tarde de domingo (19) e a manhã desta segunda-feira (20). De acordo com registros da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa da capital paraibana, 14 casos, entre tentativas e homicídios, foram contabilizados em menos de 24 horas na Grande João Pessoa.

O primeiro homicídio do domingo (19) foi registrado no Bairro dos Ipês, em João Pessoa. Um jovem de 18 anos foi morto a tiros na Praça dos Ipês. Segundo informações da Polícia Militar, colhidas com testemunhas no local, um atirador em uma motocicleta preta é o suspeito do assassinato. A polícia não informou se a vítima tinha antecedentes criminais.

No bairro do Cristo Redentor, na capital paraibana, um adolescente de 17 anos foi a segunda vítima de homicídio. Conforme a polícia, o jovem também foi morto a tiros. Outros dois homicídios foram registrados no bairro de Mandacaru, na Zona Norte de João Pessoa, e no Distrito Industrial de Santa Rita, na Grande João Pessoa.

Os detalhes dos crimes e o local do quinto homicídio não foi informados pela Delegacia de Crimes Contra a Pessoa. Até o início da manhã desta segunda-feira (20), nenhum dos suspeitos de envolvimento com os homicídios registrados no domingo foi detido, segundo a polícia.

Tentativa de homicídio no Roger

Dois jovens ficaram feridos após um tiroteio no bairro do Roger, em João Pessoa, na tarde de domingo (20). Segundo a Polícia Militar, as duas vítimas estavam com um grupo de amigos na rua quando um carro vermelho passou pelo local e tiros foram disparados de dentro dele. Uma vítima foi ferida de raspão na cabeça, foi atendido pelo Samu e liberado. O outro foi atingido pelo tiro, que transfixou, e precisou ser encaminhado para o Hospital de Trauma após socorro do Samu.

Fonte: G1 PB

Um incidente chocante marcou uma partida na Índia, quando o jogador Peter Biaksangzuala morreu depois de se machucar gravemente na comemoração de um gol. 

Peter anotou um tento para o Bethlehem Vengthlang FC e saiu para festejar dando uma estrela e um mortal. No entanto, o movimento deu errado e ele caiu de mau jeito (assista no vídeo aos 2min20s).

O jogo em questão aconteceu na última terça-feira e teve o Bethlehem duelando com o Chanmari West FC, que vencia por 1 a 0 até o meio-campista aproveitar o rebote de uma falta para estufar a rede. Ainda dentro da área ele soltou sua comemoração com a pirueta, mas imediatamente ficou no solo. 

Os companheiros e o árbitro perceberam a seriedade da situação e rapidamente chamaram os médicos. Ele foi levado para o hospital, onde se verificou uma lesão na coluna vertebral. Foram cinco dias no centro de terapia intensivo até que Peter Biaksangzuala não resistiu e morreu no domingo.

"Isso com certeza é chocante para todos nós", disse o secretário da Mizoram Football Association, entidade que regula o futebol na região do incidente, ao site Goal.com.

O clube do meio-campista promete aposentar a camiseta com que Peter jogava, a número 21.

Veja o video clicando aqui

Fonte: UOL

Suspeita bebia com professora no mesmo estabelecimento. Vítima foi atingida por golpes no pescoço e morreu na frente do bar.

Uma professora de 56 anos foi assassinada a facadas na frente de um bar na noite do domingo (19) em Monteiro, no Cariri paraibano. De acordo com a Polícia Mlilitar, a suspeita do crime, uma agricultora de 58 anos, estava bebendo no mesmo bar que a vítima quando as duas começaram a discutir.

Segundo a PM, o crime aconteceu por volta das 22h (horário local). As duas mulheres bebiam em um bar no centro da cidade quando começaram a discutir. A polícia explica ainda que a dona do local pediu para elas saírem do bar e fora do estabelecimento a briga teria continuado.

Ainda de acordo com a polícia, durante a briga a agricultora teria golpeado a vítima com uma facada no pescoço. A vítima ainda tentou pegar uma telha para se defender, mas caiu na calçada. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tentou socorrer a professora, mas ela não resistiu aos ferimentos. A agricultora fugiu em direção a um matagal. A polícia realizou buscas na região, mas a suspeita não foi encontrada.

Fonte: G1 PB
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na tarde deste domingo (19), um homem suspeito de assaltar um ônibus da Empresa Rio Tinto, na BR 101, em Mamanguape.
Após receberem a informação de que o ônibus havia sido assaltado nas proximidades do quilômetro 63 da BR 101, agentes da PRF saíram em busca do suspeito. Em poucos minutos, os policiais avistaram um homem com as mesmas características do assaltante, caminhando no acostamento, a dois quilômetros do local do assalto. Durante a abordagem foram encontrados com ele R$ 623,70 em espécie e um revólver calibre 38, sem munições, com numeração raspada e tambor danificado.
Em contato com a Empresa Rio Tinto, os PRFs foram informados que aproximadamente R$ 200,00 tinham sido roubados pelo assaltante. Como os valores encontrados eram maiores que os provenientes do roubo, os policiais questionaram o suspeito, que confessou ter também assaltado outros dois ônibus, das empresas Transnacional e Reunidas, nesta mesma tarde. O preso disse ainda que agia só.
O flagrante foi registrado na Polícia Civil, em Mamanguape.
Morena acabou instigando os seguidores nas redes sociais

Reprodução/Instagram
Solange Gomes fez topless e publicou a foto
Solange Gomes usou as redes sociais, na madrugada da última sexta-feira (17), para publicar foto sensual.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Na imagem, a morena aparece fazendo um topless.

Na legenda, ela mandou um recado aos fãs.
— Preguiça e foto antes do banho.
 R7
Produzido por MVS Designer | Copyright © 2010 - 2014 Portal Araçagi