"Haribô" em Florianópolis, "brisadeiro" ou "brigadeiro mágico" no Rio de Janeiro, uma das modas do verão é a venda de produtos com maconha. Tanto à beira mar quanto em festas e eventos de rua, os doces têm feito sucesso e são comercializados sem receio pelos ambulantes, que faturam até R$ 1.400 por dia.

Em Florianópolis, cada bolinho turbinado custa R$ 7. A mistura, que também leva melado e castanha do pará, foi batizada de haribô em homenagem a um mantra que significa "seja você".

A criadora dos bolinhos com cannabis, uma curitibana de 24 anos, teve a ideia há seis meses durante uma "larica" (fome causada pelo uso de maconha). Comeu o bolinho feito com nutella e castanhas e pensou: "e se eu colocasse maconha?". Foi para Florianópolis e levou o comércio.

Os principais pontos de venda são as praias de surfistas –Mole e Joaquina– e as que promovem feirinhas alternativas --Rio Tavares, Lagoa da Conceição e Campeche. Consumidores vorazes de quase 200 bolinhos por dia.

No Rio de Janeiro, os vendedores de "brigadeiros para adulto" preferem manter a tradição e seguem a receita clássica: leite condensado, chocolate, manteiga e… maconha. Na beira da praia, fazem sucesso os "brisadeiros", vendidos a R$ 5 nos arredores do posto 9. Já em locais como a Pedra do Sal e a praça São Salvador, pontos de encontro concorridos dos jovens do centro e da zona sul da cidade, são os "brigadeiros mágicos" ou "espaciais" que fazem a cabeça da galera.

Carioca, M. entrou no negócio há quatro meses. Junto com um amigo, com quem divide os lucros e a mão de obra, vende de 100 a 150 brigadeiros por noite, também a R$ 5 cada, faturando até R$ 750 no dia.

Os doces são embalados com esmero e cobertos de granulado, enchendo a vista de adultos e crianças. "Esse é brigadeiro para gente grande", avisa a um pequeno que insiste em comprar o doce. "Sempre trago os normais também, mas hoje acabou", lamenta.

Já em Jurerê Internacional, em Santa Catarina, os vips e novos-ricos, conhecidos pela ostentação, preferem balinha (ecstasy). Por isso, os vendedores criaram um produto exclusivo, o óleo de maconha, por R$ 50 o frasco, que promete um relaxamento intenso do corpo. Outra novidade da temporada é o pote de Nutella com maconha, vendido a R$ 12, purinho.

Tanto no Rio quanto em Santa Catarina, a Polícia Militar diz desconhecer a venda. Durante as duas horas em que a reportagem do UOL permaneceu na praça São Salvador nenhum vendedor foi abordado pela polícia, que observava à distância a movimentação no local. Dezenas de jovens se aproximaram de M., perguntando preços e comprando doces sem serem importunados. O mesmo aconteceu na praia, em Florianópolis, onde sequer haviam policiais.

A própria M. conta nunca ter tido problemas. "Por causa de brigadeiro nunca aconteceu nada. Já tomei dura, sim, por fumar onde não devia", diz. A vendedora curitibana procura ser mais discreta na presença dos "caretas" e diz estar preparada caso seja abordada. "Dou um bolinho para o agente, não dá para sentir o gosto da maconha, mas ele vai ficar relax".

Fonte: UOL


Um homem morreu eletrocutado na madrugada deste sábado (24) na cidade de Santa Rita, região metropolitana da Capital. A morte do trabalhador rural de 36 anos chama a atenção por ter características de ficção. A história começou por volta de 1h30 quando um carro e uma moto colidiram numa estrada que dá acesso a uma usina da região. O proprietário do carro fugiu deixando o veículo na via.

Com a colisão, um poste caiu. Testemunhas relataram à polícia que ao perceber o acidente, moradores foram até o local e encontraram o condutor da moto usando o celular. Ele teria sido avisado pelos moradores de que havia fios de energia elétrica espalhados na pista, mas por estar escuro, e ele estar aparentemente distraído, não percebeu o alerta e a tragédia começou a ser desenhada.

O rapaz acabou pisando na fiação e seu corpo ficou em chamas. "A potência da energia elétrica foi tão grande que os fios atravessaram as duas pernas dele", disse uma testemunha.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e chegaram no momento que o rapaz estava em chamas. Apesar do esforço para salvar a vida da vítima, os bombeiros não conseguiram evitar a morte do rapaz.

O homem que conduzia a moto era morador do Sítio Jaques. O motorista do carro não foi encontrado.

Fonte: Portal Tambaú 247


Foto mostra o velocímetro do veículo “cravado” a 160 km por hora. Jovem estava acompanhada de um rapaz, que ficou ferido.

Um grave acidente de trânsito ocorrido, na madrugada deste sábado (24), na BR-230, tirou a vida da jovem Luana Gomes, de 22 anos. O capotamento ocorreu no KM-412, próximo ao “campo de aviação”, próximo a cidade de Pombal, no Sertão paraibano. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a jovem estava no veículo Volkswagen Golf, placas OFX-7017, na companhia de um rapaz identificado como Júnior Assis.

O patrulheiro Thiago Batista informou que recebeu uma ligação na madrugada da Polícia Militar informando o acidente com duas pessoas feridas. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu apenas o rapaz. Ele sofreu escoriações leves. A jovem Luana morreu no local do acidente.

O inspetor relatou que a vitima tentou fazer uma curva, porém algo tirou a atenção e ocasionou a saída de pista e em seguida o capotamento.

Uma divulgada pelo Portal Patos Online mostra o velocímetro do veículo “cravado” a 160 km por hora, o excesso de velocidade poderá ser o motivo da tragédia.

A jovem Luana Gomes morava em Pombal e era filha de um empresário do setor de produção e comercialização de redes.



Fonte: Patos Online com WSCOM Online



Um homem, ainda não identificado, adentrou de cara limpa numa farmácia em Duas Estradas, Região Metropolitana de Guarabira, e, ameaçando uma funcionária com uma faca de mesa, levou todo o dinheiro do caixa do estabelecimento. O crime aconteceu na tarde desta sexta-feira (23).


O Nordeste1 teve acesso as imagens do sistema de câmeras do estabelecimento que mostra o homem a princípio fingindo de cliente e, em seguida, surpreendendo a funcionária da farmácia. Ele levou a quantia de aproximadamente R$ 360,00 em espécie.

Segundo informações, logo após a ação ele pegou um mototáxi e foi até a cidade vizinha, Sertãozinho, em seguida seguiu destino ignorado.

A polícia foi acionada, analisou as imagens e até o fechamento dessa matéria o autor do crime não havia sido preso.

Fonte: Nordeste1


A morte de uma menina de 11 anos após sofrer uma parada cardiorrespiratória, na última segunda-feira (19), no Distrito Federal, em decorrência de choque elétrico enquanto utilizava o celular com o aparelho ligado à tomada chamou atenção para os risco da prática. A garota, que não teve o nome divulgado, foi atendida no Hospital Regional de Ceilândia por três pediatras, um cirurgião e uma clínica médica, segundo a Secretaria de Saúde. Ela foi submetida a reanimação cardiopulmonar durante uma hora e dez minutos, mas não sobreviveu.

A família informou aos médicos que a menina levou um choque enquanto jogava em um aparelho celular ligado à tomada. Segundo a capitã Juliana Leal, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, a situação se agravou porque houve sobrecarga de energia. “O chão estava molhado e eles botaram um ventilador e um celular na mesma tomada e a menina tomou um choque fatal”, disse.

“As pessoas devem ter cuidado quando forem arrumar a casa para não deixar que a fiação entre em contato com a água. É importante também ter cuidado com as tomadas e não deixar sobrecarregar. Quando o carregador está estragado ou há problema de instalação elétrica, potencializa o risco de choque”, afirma Juliana.

Segundo a engenheira elétrica Marylene Roma, professora do Instituto Federal de Brasília, o risco de usar o celular ligado à tomada aumenta quando a instalação elétrica da casa está deteriorada. “Usar uma extensão, que a gente coloca quatro, cinco equipamentos, é muito perigoso, pois sobrecarrega a tomada. Às vezes, colocamos até dez vezes mais carga que o suportado por uma tomada”, disse.

“O equipamento que a criança estava usando, nesse caso, era um celular, mas ela podia estar com um video game e ter acontecido a mesma coisa”, avalia Marylene. A professora recomenda que a instalação elétrica da casa seja revisada regularmente por um profissional especializado. “Não se deve atender o celular na tomada, nem puxar o cabo do aparelho enquanto carrega ou usar baterias e carregadores que não sejam originais”, acrescenta Marylene.

A professora também orienta carregar a bateria de celulares longe de locais inflamáveis, evitar ligar aparelhos nas tomadas do banheiro enquanto o chuveiro estiver ligado, pois a umidade aumenta os riscos de acidente. “A recomendação é colocar em lugares que, se acontecer curto-circuito e incêndio, não prolifere fogo pela casa inteira. Colocar longe de cadeiras, mesas, camas – o que a gente faz regularmente. Mas é melhor colocar no chão e bem longe de um local inflamável”, completa.

Se mesmo após tomar todos os cuidados necessários uma pessoa levar choque, a primeira recomendação do Corpo de Bombeiros é desligar a rede elétrica e desprender a vítima da fonte de energia com um objeto isolante, como um cabo de madeira. Em seguida, verificar se a vítima está respondendo.

Se responder, deve ser encaminhada imediatamente para o hospital. Se não, além de chamar socorro, deve-se iniciar a massagem cardíaca, pois a vítima pode estar em parada cardiorrespiratória. A corporação diz também que nunca se pode tocar na vítima sem os devidos cuidados: ao tocar numa pessoa que está sofrendo uma descarga elétrica, a energia pode ser transmitida e fazer com que o socorrista também seja eletrocutado.

A estudante Kátia Valéria, 19 anos, diz que não sabia que pode ser arriscado usar o celular ligado à rede elétrica. “Quando o celular está na tomada sempre recebo mensagem, dá vontade de entrar nas redes sociais e não resisto: uso mesmo carregando”, conta. Agora, ela garante que vai tomar mais cuidado. “É melhor esperar um pouco. Se for muito urgente, tirar da tomada para usar, porque é mais seguro”.

Fonte: Agência Brasil

Com gols de Luis Fabiano e Souza, Tricolor faz 2 a 1 no rival cruz-maltino. Domingo tem jogo decisivo do Torneio de Manaus, na Arena da Amazônia.

Bola na trave, gol de oportunismo, gol contra, gol de cabeça, cartões amarelos, expulsão... Vasco e São Paulo se encontraram na noite desta sexta-feira, na Arena da Amazônia, em Manaus, para um jogo amistoso em um torneio triangular. Mas cariocas e paulistas deram tom de encontro oficial ao duelo. E nesse ritmo, o Tricolor levou a melhor. Venceu por 2 a 1, com gols de Luis Fabiano e Souza. Bruno, contra, fez para o Cruz-Maltino.

Derrotado também pelo Flamengo, outro time que disputa o Torneio de Manaus, o Vasco se despede e volta ao Rio de Janeiro eliminado. No domingo, às 17h (de Brasília), Tricolor e Mengão fazem a "final". Quem vencer, fica com o título. Vale lembrar que, pelo regulamento, se houver empate há uma decisão por pênaltis - aí, o vencedor nessa disputa ganha um ponto extra, além daquele somado pela igualdade.

Ponto negativo na partida desta noite foi o público. Apenas 8.929 torcedores estiveram na Arena da Amazônia. Os ingressos custavam de R$ 70 a R$ 300.

Fonte: Globo Esporte

PM tem assegurada a total realização de consultas, exames e pré-natal, assim como o de poder ser transferida para a localidade mais próxima de seu domicílio, em um prazo máximo de 30 dias.

As policiais militares tiveram os benefícios ampliados na corporação, por meio do boletim interno 0014, informado à imprensa pela PM nesta sexta-feira (23). A resoluação amplia a licença-maternidade e garante cuidados especiais para as policiais em período de gestação. 

Entre os direitos concedidos na resolução, está o de ter assegurada a total realização de consultas, exames e pré-natal, assim como o de poder ser transferida para a localidade mais próxima de seu domicílio, em um prazo máximo de 30 dias.

Assim que confirmar a gravidez, ainda de acordo com a resolução, a policial militar será afastada imediatamente das escalas operacionais e prestará serviço em atividades administrativas compatíveis com sua condição temporária, sendo garantido intervalo para a alimentação durante o expediente. Às gestantes será facultada à participação em solenidades militares, não devendo, em caso de comparecimento, entrar em forma com a tropa – permanecendo sentada em local adequado.

As policiais que adotarem crianças de até um ano de idade terão licença concedida de 90 dias, sem prejuízo da remuneração. Em caso de aborto espontâneo, serão concedidos 30 dias de repouso remunerado.

Na próxima segunda-feira (26), dentro das atividades comemorativas do Dia Estadual da Policial Militar, as policiais militares vão participar de um amistoso de futebol de salão, às 7h, no Ginásio do Centro de Educação, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa. Em seguida, a instituição realiza uma solenidade em homenagem às policiais.

Fonte: Portal Correio


Blog especula a participação da polêmica jornalista em novo programa de entrevistas do SBT

A jornalista e apresentadora do SBT, Rachel Sheherazade, voltou à ativa no canal esta semana. De acordo com o blog “Em Off”, do site Yahoo Celebridades, o lugar da paraibana na bancada do jornal “SBT Brasil” está garantido, porém, a apresentação de um novo programa de entrevistas “está difícil de sair do papel por causa das opiniões radicais da jornalista”. 

“Ninguém na emissora quer se arriscar porque Rachel tem a língua solta”, diz trecho da postagem no blog.

Entretanto, com a saída da apresentadora Marília Gabriela, o blog especula que Rachel poderá ter uma remota chance. 

“Afinal, o SBT vai ter de ajustar o ‘Programa do Ratinho’ e ‘The Noite’ para cobrir o vácuo deixado por Gabi, que decidiu sair da emissora por causa de projetos pessoais. Ainda assim, o canal fica sem uma pessoa para fazer entrevistas de peso. Rachel poderia ser a solução se deixar o radicalismo de lado. Vamos aguardar”, conclui a postagem.

Fonte: WSCOM Online

Na Capital, a Climatempo diz que os termômetros variam entre 23ºC e 31ºC; já em Campina Grande, a mínima é de 21ºC e a máxima de 31ºC.

O tempo segue quente e abafado no fim de semana na Paraíba, com previsão indicando céu com muitas nuvens e chuvas isoladas. As temperaturas devem variar entre a máxima de 36 °C, no Sertão, e a mínima de 21°C, no Brejo. A Climatempo indica que o índice de radiação chega ao nível extremo nesta sexta-feira (22) no estado, o que exige cuidados com a saúde.

Na Capital, a Climatempo diz que os termômetros variam entre 23ºC e 31ºC; já em Campina Grande, a mínima é de 21ºC e a máxima de 31ºC.

A Agência Executiva de Gestão das Águas explica o que está ocasionando mais calor no estado. “No decorrer das próximas 24 horas, a maior concentração de umidade presente no ar, combinada ao calor, deixa o tempo quente e abafado com pancadas de chuva em áreas isoladas do Estado, principalmente nas regiões do Alto Sertão, Sertão, Cariri/Curimataú”, informou a meteorologista Carmem Becker.

A dermatologista Érica Monteiro volta a alertar a população. Ela diz que as pessoas devem redobrar os cuidados, principalmente aquelas pele mais clara, que exigem protetores solares com fatores mais altos. A médica também destaca que o protetor solar deve ser reaplicado a cada três horas.

Fonte: Portal Correio

Desde 2013, serviço de tratamento do fumante passou a ser oferecido nas Unidades de Saúde da Família dessas localidades.

Os fumantes de 197 cidades da Paraíba passam a ter acesso, a partir desta segunda-feira (26), ao terceiro lote dos medicamentos para tratamento. Os remédios vão para os Municípios que aderiram ao Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT), do Ministério da Saúde. São comprimidos de bupropina; adesivos e gomas de mascar de nicotina para um público estimado em 14.870 pacientes.

O PNCT é um programa criado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), coordenado em conjunto com o Ministério da Saúde, que visa a redução da população de fumantes no país e a melhoria no acesso ao tratamento na Rede SUS.

Desde 2013, quando houve a adesão de 197 municípios paraibanos ao PNCT, através do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ), o serviço de tratamento do fumante passou a ser oferecido nas Unidades de Saúde da Família dessas localidades.

“Devido ao grande impacto das doenças crônicas no país, este programa possibilita um maior acesso do usuário ao tratamento, de forma integral, visto que a atenção básica configura-se em cenário oportuno para a execução das ações de controle do tabagismo”, disse a técnica da Gerência Executiva de Atenção a Saúde, referência para Atenção Básica da Secretaria Estadual de Saúde, Mayara Dinamine.

Além das Unidades de Saúde da Família, o atendimento ao fumante também é feito na Capital, nos Centros de Atenção Integral à Saúde (Cais), dos bairros de Jaguaribe, Mangabeira e Cristo; no Centro de Saúde, de Mandacaru e no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), do Rangel e nos CAPS de Guarabira; Cuité; Patos; Piancó; Cajazeiras; Princesa Isabel; Sousa; Monteiro; Catolé do Rocha e Itabaiana.

Fonte: Portal Correio


A lei estadual nº 10.428, de autoria do Deputado Estadual Doda de Tião (PTB), que reconhece a vaquejada como atividade esportiva na Paraíba está gerando bastante repercussão em todo estado e fora dele.

Os amantes da vaquejada comemoram a sanção da lei, já os ativistas em defesa dos animais lamentam. O assunto extrapolou as fronteiras da Paraíba e até as celebridades entraram no debate.

Um exemplo disso foi ex-apresentadora da RedeTv, Luísa Mell que usou as redes sociais para criticar a sanção da lei e afirma estar triste com a lei e considera a vaquejada como um dos “esportes” mais cruéis que existem.


Já a Associação de Proteção Animal Amigo Bicho (APAAB) avisou que entrará com ação na Justiça contra a execução da lei.

“Sou totalmente contra porque traz prejuízos aos animais. É retrógrado. Do passado! Usar animais em lutas e em brigas, com maus-tratos, não é esporte. É perversidade”, revelou Maribel de Souza Amengual, secretária da ong.

Fonte: ExpressoPB

Polícia Militar informou que ninguém havia sido preso, mas gravação de circuito de câmeras poderia ajudar na identificação dos suspeitos; celulares e certa quantia em dinheiro foram roubados.

Uma loja de confecções foi assaltada na tarde desta sexta-feira (23) no bairro de Água Fria, Zona Sul de João Pessoa. Na ação, um dos suspeitos atirou, acidentalmente, no próprio pé. Segundo informações da Polícia Militar, o fato ocorreu quando o homem guardava uma arma de fogo antes de fugir. O crime foi registrado pelo circuito interno de câmeras do local.

De acordo com o tenente Alvino, do 5º BPM, os suspeitos roubaram celulares de clientes e funcionários, além de certa quantia em dinheiro do caixa, ordenando que todos os presentes se deitassem no chão. Ele adiantou que o dono do estabelecimento não havia divulgado o valor do prejuízo total.

“Chegaram quatro homens ao local e apenas três entraram. Há suspeitas de que um ficou esperando do lado de fora em um veículo Chevrolet Celta de cor prata, que serviria como meio de fuga. Para invadirem o lugar, renderam um porteiro”, disse o tenente. 

A PM afirmou que o proprietário da loja registraria a ocorrência em delegacia da Polícia Civil, para onde levaria o material gravado pelas câmeras, o que poderia facilitar a identificação dos suspeitos. Um cliente chegou a sofrer um tapa do mesmo suspeito que viria a se ferir posteriormente. 

O grupo fugiu para destino desconhecido e, conforme relato policial, até a noite desta sexta ninguém havia sido preso e não se sabia a gravidade do ferimento causado no pé do suspeito.

Fonte: Portal Correio
Produzido por MVS Designer | Copyright © 2010 - 2014 Portal Araçagi