O Ministério Público Federal no Ceará (MPF/CE) requisitou perícia no celular de um dos candidatos que supostamente recebeu, antes da aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o tema da redação por mensagem. A Polícia Federal (PF) no Ceará fará a perícia "com urgência", segundo a assessoria de imprensa da PF.

Hoje (21), o MPF reuniu-se com procuradores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Na quarta-feira (19), a procuradora da República Nilce Rodrigues enviou um ofício requisitando as providências tomadas pela autarquia para apurar a suposta violação. A assessoria do órgão informou que o Inep apresentou, por ofício e também presencialmente, toda a logística de segurança envolvida na elaboração e aplicação do exame.

O MPF agora aguarda o resultado da perícia no aparelho celular e das investigações para decidir os próximos passos. O órgão instaurou, no último dia 14, procedimento para apurar as denúncias feitas por estudantes do estado. Um dos candidatos entrevistados deixou o celular para ser periciado.

Antes de envolver estudantes cearenses, a notícia de suposto de vazamento foi feita por um estudante do Piauí, que procurou a Polícia Federal no estado. A PF no Piauí investiga a suposta fraude. No Ceará, a PF não confirma abertura de inquérito policial e diz que a perícia no aparelho pode ser feita sem esse procedimento.

Em entrevista coletiva na semana passada, o presidente do Inep, Francisco Soares descartou a possibilidade do Enem 2014 ser cancelado. As provas foram aplicadas nos dias 8 e 9 deste mês. Mais de 6,2 milhões de candidatos participaram do exame em mais de 1,7 mil cidades em todo o país.

Fonte: agenciabrasil

O que deveria ser apenas um assalto na estrada transformou-se em uma emergência, quando criminosos pararam um táxi e levaram uma carga de amostras de sangue supostamente infectado com vírus ebola na Guiné.

Autoridades locais apelaram publicamente em rede nacional de rádio para que os ladrões não identificados devolvam as amostras roubadas.

As amostras de sangue estavam sendo transportadas em um táxi van, que ia de Kankan até Gueckedou, a 265 quilômetros de distância.

Quatro funcionários da Cruz Vermelha levavam o lote de amostras de sangue, que havia sido retirado de uma única pessoa e guardado em um contêiner lacrado. Os criminosos pararam o veículo próximo a Kissidougou, informou Faya Etienne Tolno, um assessor de imprensa para a Cruz Vermelha na Guiné.

O roubo evidencia os perigos e problemas envolvidos na ajuda humanitária ao surto de ebola no país. Apesar de milhões de dólares terem sido autorizados para ajudar a conter o suro nos países da África Ocidental, falta infraestrutura local.

A Cruz Vermelha da Guiné não possui transporte próprio, e por isso foi preciso fretar um táxi para levar as amostras de sangue para teste.

"Não entendemos por que eles levaram as amostras de sangue. Talvez tenham pensado que havia dinheiro escondido ali", disse o assessor.

O médico Barry Moumie, que chefia a divisão de cuidados ao paciente da coordenação do comitê nacional de ebola, disse à agência The Associated Press: "Nós já informamos os serviços de segurança sobre o roubo. Se esses ladrões resolverem mexer com o sangue, o resultado será muito perigoso".

"Eu posso assegurar que, entretanto, os procedimento de transporte das amostras serão reforçados para evitar outros incidents", afirmou.

O virus ebola, que já matou mais de 5.000 pessoas na Libéria, Serra Leoa e Guiné, se espalha basicamente por contato com fluidos corporais de uma pessoa infectada, incluindo sangue, fezes e vômito.

Fonte: uol


Darlânia Fidelis de Lima, 19 anos, vulgo “Michael Jackson”

O homicídio aconteceu na tarde desta sexta-feira (21), por volta das 13h50 na porta de um bar em frente ao cemitério público em Solânea, brejo paraibano.

Informações preliminares dão conta de que Darlânia Fidelis de Lima, 19 anos, vulgo “Michael Jackson”, bebia no bar na companhia de amigos, quando foi surpreendida por um homem armado que efetuou os disparos contra a mesma e se evadiu tomando rumo ignorado em um carro desconhecido.

Darlânia não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Policiais da Segunda Cia de Solânea compareceram ao local para apurar mais sobre o crime ocorrido, viaturas da polícia efetuaram diligências pela região na busca de acusados mais até o fechamento desta matéria ninguém havia sido preso.

O corpo de Darlânia será levado pelo Gemol para o IML de Guarabira de onde serão tomadas as providências cabíveis.

Fonte: TV WEB CIDADE

Dois suspeitos também foram presos com um revólver calibre 38 dentro da instituição religiosa.

Uma operação policial prendeu um religioso e outras duas pessoas na Paróquia São Judas Tadeu, em Pontezinha, Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Cerca de 200 quilos de maconha e uma revólver calibre 38 foram apreendidos dentro da igreja. O material estava escondida no altar, perto de imagens de santos. A Polícia Civil ainda investiga o grupo e, por isso, não divulgou detalhes da prisão, como o nomes dos suspeitos e há quanto tempo eles agiam. A prisão foi o resultado de uma investigação de rotina e não partiu de denúncias anônimas.

Câmeras de segurança de uma gráfica flagraram o padre e os outros presos saindo nos carros da Polícia Civil. A Avenida Ernestina Batista foi interditada para a operação e vários curiosos acompanharam o trabalho dos policiais da inteligência. A Paróquia São Judas Tadeu amanheceu fechada nesta sexta-feira (21). Ela fica localizada em uma área bastante movimentada, próxima de três escolas públicas e alguns estabelecimentos comerciais.

De acordo com vizinhos, que não quiseram se identificar, a igreja não abria para celebrações rotineiras há algum tempo. Tinha apenas batizados aos domingos. No terreno da paróquia também ficam algumas casas, que eram alugadas. Segundo morador da comunidade, era comum haver festas nestas residências. De acordo com investigações, o religioso seria líder no esquema do tráfico de entorpecentes. Ele e outro rapaz, que também foi preso, teriam um relacionamento homoafetivo.

Através de nota, a Arquidiocese de Olinda e Recife esclareceu que o religioso Mário Roberto Gomes não faz parte do clero da Igreja Católica. A Arquidiocese disse ainda que não administra nenhuma paróquia com o nome de São Judas Tadeu em Pontezinha. A única igreja católica na localidade é a de Nossa Senhora Rainha da Paz. A igreja, em questão, é uma dissidência da Católica Apostólica Romana e não é subordinada à Roma.

Fonte: tvjornal.ne10.uol
Por Site Da TV Jornal 


Na manhã desta sexta-feira (21), por volta das 07:00 hs, a jovem de nome Gislaine, ao descer do ônibus escolar em frente a Escola Estadual Padre Hildon Bandeira, foi vítima de uma tentativa de assalto.
Segundo informações, a vítima quando desceu do ônibus foi aborda por dois homens em uma moto Honda Broz preta. Eles anunciaram o roubo e solicitaram que a vítima entregasse o celular, porém, ela reagiu e sofreu ferimentos de faca no braço. Após a ação os assaltantes se evadiram do local sem conseguir concretizar o furto, a vítima conseguiu se esconder no interior do colégio e em seguida foi encaminhada para Hospital Municipal para atendimento médico.
Gislaine é moradora do sitio Rapador e estudante do 3º ano da Escola Normal. Foram feitas buscas, mas ninguém foi preso.





Portal do Julio

De acordo com a Polícia Militar, o aluno armado surpreendeu a estudante quando ela estava no bebedouro da unidade escolar e atirou três vezes contra ela

Reprodução/ Google Street View
Escola onde ocorreu o crime
Uma estudante de 14 anos foi baleada dentro de um colégio na manhã desta sexta-feira (21), no bairro de Mandacaru, em João Pessoa, por um aluno de 15 anos. O caso ocorreu na Escola Municipal Violeta Formiga, que fica na comunidade Jardim Mangueira. Segundo o boletim médico do Hospital de Emergência e Trauma da Capital, para onde a garota foi levada, o estado de saúde da vítima é gravíssimo.  
"A informação inicial seria de que o menor teria sacado uma arma para atirar em outro adolescente, mas constatamos que o tiro foi direcionado a garota, por motivos pessoais. A estudante teve um relacionamento com o garoto e ele não aceitou o fim do namoro. Até agora, esse teria sido o motivo da tentativa de assassinato",  afirmou o capitão Antônio de Sousa, comandante da Unidade de Polícia Solidária do bairro.
O superintendente da Polícia Civil na região metropolitana de João Pessoa, Wagner Dorta, o adolescente que tentou matar a ex-namorada já foi apreendido e tem envolvimento com drogas. "Já sabemos quem atirou na garota. Levantamento feito comprovou que o menor tem envolvimento com o tráfico de drogas em Mandacaru. O rapaz já foi apreendido por ter sido pego com entorpecente", disse. 
De acordo com o capitão, o aluno armado surpreendeu a estudante quando ela estava no bebedouro da unidade escolar e atirou três vezes contra o abdômen dela. A menor  foi socorrida por uma viatura da Polícia Militar para ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.
Ainda segundo o capitão, o menor não foi detido e a arma utilizada no crime não foi apreendida. " Estamos em diligência para deter o suspeito dos tiros e encontrar a arma usada na tentativa de homicídio", falou.
A assessoria de imprensa da Secretaria de Educação do Município informou que vai divulgar uma nota sobre o ocorrido.  
Patrulha Escolar
Nessa quarta-feira (19), a Promotoria de Justiça de Defesa da Educação de João Pessoa divulgou que ajuizou uma ação civil pública contra o Estado da Paraíba para obrigá-lo a reativar o programa “Patrulha Escolar Solidária”, com número de policiais militares e viaturas suficientes para atender de forma eficiente e rápida as escolas públicas localizadas na Capital.
Na ação, a promotoria requer que o juiz da 1a Vara da Infância e Juventude da Capital conceda liminar, determinando a designação de 60 policiais militares para exercerem, com exclusividade, as funções de patrulheiros escolares junto às escolas localizadas na área de abrangência do 1° Batalhão de Polícia Militar (BPM), sendo 20 patrulheiros por turno escolar em 10 viaturas. O mesmo deve acontecer em relação às escolas localizadas na área do 5° BPM. A promotoria requereu ainda que esses policiais tenham como pré-requisito a participação em curso de formação continuada promovido pelo Estado.
Portal Correio




Cotado pela imprensa nacional e pelo PMDB para ocupar a vaga do ministro José Jorge no Tribunal de Contas da União (TCU), o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) voltou a ter o nome ventilado para a vaga nesta sexta-feira (21) pela imprensa nacional, via o portal Poder Online. A colunista Clarissa Oliveira revelou que o Planalto deve aceitar a indicação do PMDB em torno de Vital para a vaga.

Se tudo caminhar como previsto pela colunista, Ideli Salvatti (PT) deve perder a vez na lista de indicações para o TCU. Já o Ministério da Justiça, hoje comandado por Cardozo, pode ir parar nas mãos de Luís Inácio Adams, hoje ministro da Advocacia-Geral da União (AGU). O ofício do TCU comunicando sobre a aposentadoria do ministro José Jorge jjá foi lido na terça-feira em plenário, no Senado.

Publicado ontem, começa a contar hoje os cinco dias úteis para os partidos fazerem a indicação para a vaga, que é indicação do Senado. Depois que a indicação for formalizada ao presidente da Casa e lida em plenário, é na Comissão de Assuntos Econômicos que acontece a sabatina, para depois ir à deliberação do plenário. Vilta disputa com a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti, o cargo. 

Leia na integra a coluna Poder Online: Governo deve aceitar Vital no TCU em troca de Cardozo no STF 

O recado repassado aos deputados do PMDB é que a fatura para que o Planalto emplaque o ministro José Eduardo Cardozo no Supremo Tribunal Federal deve ser mesmo a vaga pleiteada no Tribunal de Contas da União para o senador Vital do Rêgo (PB). 

Se tudo caminhar como previsto, Ideli Salvatti (PT) deve perder a vez na lista de indicações para o TCU. Já o Ministério da Justiça, hoje comandado por Cardozo, pode ir parar nas mãos de Luís Inácio Adams, hoje ministro da Advocacia-Geral da União (AGU).


com poderonline




Uma pesquisa desenvolvida por uma estudante do curso de Pedagogia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) com orientação de uma professora da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) constatou racismo entre crianças que estudam nas primeiras séries do ensino fundamental na Paraíba.

De acordo com a pesquisa, 92% dos alunos entrevistados, entre pardos, negros e brancos, tinham comportamento que declarava preconceito racial em relação à cor negra.

O estudo foi realizado com 99 crianças com idades de 4 a 6 anos de duas escolas, sendo uma pública e outra particular, localizadas em um município da região do Brejo paraibano. Para coletar os dados e obter as respostas relacionadas às preferências de cor e relacionamento entre negros e brancos, a estudante Dione do Nascimento e a professora Giovanna Barroca apresentaram aos alunos uma boneca de cor negra e uma boneca de cor branca.

Mesmo considerando uma amostragem relativamente pequena, a docente acredita que o racismo é um fato presente na fase infantil, quando a criança ainda está em formação e começa a convivência social.

“Essas manifestações são desencadeadas com o tempo, influenciadas pelo meio social e cultural. O preconceito apresenta-se de forma explicita, uma vez que as crianças apresentam uma maior espontaneidade”, explicou a professora, lembrando ainda que outras pesquisas com a mesma metodologia já foram realizadas, na década de 1947 nos Estados Unidos, e entre 2008 e 2011, no Estado de Sergipe, e revelaram resultados semelhantes.

Para a professora, o racismo apresentado pelas crianças é consequência de influências de fontes do meio social onde ela está inserida, incluindo-se aí a mídia, a família e até mesmo dentro da própria escola.

Outro dado importante apresentado no estudo de Dione do Nascimento e Giovanna Barroca é o fato das crianças negras negarem a própria identidade. Do total de alunos que participaram da pesquisa, 14 eram negros (as demais eram 37 pardas e 38 brancas) e 92% delas preferiram a boneca branca. Já 76% atribuíram a personalidade de “má” à boneca negra, enquanto que a boneca de cor clara era considerada a de personalidade “boa”.

“Houve crianças negras que se achavam parecidas com a boneca negra, mas preferiam a branca. O grupo dominante, branco, impõe sua estética neste sentido. A escola tem a tarefa de combater o preconceito e ensinar a criança a lidar com a diversidade e pluralidade apresentada no espaço onde ela está inserida. Para isso, ela pode usar várias estratégias e atividades que ajudem os alunos a conviver e respeitar as diferenças”, salientou a docente.

A professora lembrou ainda que está organizando palestras, para crianças e educadores das escolas consultadas, para conscientizar a comunidade escolar sobre o papel da diversidade e da harmonia nas relações intergrupais.

Análise da Notícia

Por: Clareana Cendy
Arte educadora e ativista do Movimento Negro da Paraíba

EDUCAÇÃO TEM QUE SER PENSADA DE FORMA PLURAL E QUE VALORIZE A CULTURA

“É preciso pensar em uma educação plural, que valorize nossa cultura, ancestralidade, que promova um espaço de diálogo e aprendizagem coletiva. Infelizmente não é do dia para a noite que iremos obter esse resultado, tanto do ponto de vista pedagógico quanto do social. Mas esse é o nosso desafio. Oportunizar uma educação de qualidade para que essa geração tenha a educação como um direito garantido, que venha a ser um instrumento de transformação social, para uma sociedade justa, diversificada e igualitária”.

jornaldaparaiba

Celso Morais
Vereadores de Itapororoca, Vale do Mamanguape, querem apurar se o prefeito da cidade, Celso Morais (DEM), contratou funcionários fantasmas durante sua administração, para isso deram entrada em um pedido para instalar um comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).
Com três assinaturas (mínimo necessário), foi protocolado na Secretaria da casa legislativa de Rúbio Maia Coutinho de Itapororoca, na terça-feira (19) na abertura (CPI) para investigar a gestão do prefeito.
Os vereadores Rodrigo Carvalho, Paulo Queiróz e José Carlos de Oliveira, querem apurar a suspeita da existência de funcionários fantasmas, licitação dirigida e fraudulenta, superfaturamento de compras e serviços, e apropriação indébita das consignações de empréstimos de servidores junto as instituições financeiras pela Prefeitura Municipal de Itapororoca.
Veja o documento dos vereadores:
Com MaisPB 


A polícia esteve no local do crime
A polícia esteve no local do crime
Um crime motivado por vingança aconteceu por volta das 18h30 desta quinta-feira (20), no centro do município de Mari, na Zona da Mata paraibana. Segundo a polícia, a vítima teria assassinado o pai do acusado, há cerca de 15 anos, com golpes de faca durante uma discussão.
De acordo com as informações, a vítima Edson Tertuliano do Nascimento, vulgo “Edinho”, estava bebendo em um trailer, localizado no centro da cidade quando foi golpeado por uma barra de ferro na cabeça, desferida pelo acusado Thiago Faustino de Oliveira, 24 anos, residente na Rua Joaquim de Freitas, em Mari.
A vítima não resistiu ao ferimento e morreu na hora. O acusado efetuou fuga sendo em seguida localizado e encaminhado a Delegacia de Polícia, onde na presença da polícia confessou o crime, revelando que matou o ex-cunhado porque jurou ao pai, no momento do enterro que iria vingar a morte.
A barra de ferro não foi encontrada. O acusado está preso a disposição da justiça.
Nordeste 1
Polícia investiga outros casos na cidade de Paulista, Sertão da Paraíba; denúncias partiram da direção da escola.

Divulgação
Abusos ocorreram no município de Paulista
Um homem de 27 anos foi preso em flagrante suspeito de cometer exploração sexual contra menores de idade no município de Paulista, Sertão paraibano. De acordo com o delegado de Paulista, Homero Perazzo, as menores são estudantes de uma escola estadual da região e estariam sendo levadas da porta da escola para a casa do suspeito.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o delegado, as denúncias partiram da direção da escola, que notou que algumas alunas estavam indo ao colégio, mas faltavam às aulas, sem nenhuma justificativa. A direção então acionou o conselho tutelar da cidade que, após averiguação e suspeitas de que as meninas estariam entrando em um veículo sem identificação, remeteu o caso à Delegacia de Paulista.

Após investigações, uma operação foi montada pela polícia e o suspeito foi pego em flagrante, minutos após ter deixado duas menores em uma rua da cidade. “Diligências foram feitas e encontramos o suspeito assim que ele deixou as duas menores em um ponto de Paulista. As menores confirmaram os abusos e atos libidinosos. A irmã mais nova de umas das menores disse que não sofreu abusos, mas temos a suspeita de que mais garotas possam ter sido exploradas”, afirmou.

Ainda segundo o delegado Homero Perazzo, outros suspeitos podem ter participado dos crimes. “Estamos investigando a participação de outras pessoas. Tudo isso pode ser apenas a ponta de um iceberg, mas por enquanto só temos a certeza da participação do indivíduo que foi preso”, concluiu.
Portal Correio

Samuel Klein, fundador das Casas Bahia, morreu aos 91 anos, comunicou ontem a Via Varejo. Ele foi vítima de insuficiência respiratória na madrugada desta quinta-feira. O empresário polonês naturalizado brasileiro estava internado há 15 dias no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Seu corpo está sendo velado no Cemitério Israelita, no Butantã, e será sepultado às 14h, em cerimônia fechada para amigos e parentes.

 “Com seu espírito empreendedor, criou os alicerces sólidos de uma companhia e foi um dos principais colaboradores para o desenvolvimento do varejo brasileiro. Foi a visão e o pioneirismo de Samuel Klein na oferta de crédito às camadas populares da população que possibilitou a realização dos sonhos de milhões de famílias brasileiras”, informou a Via Varejo — grupo que reúne as varejistas Casas Bahia e Ponto Frio, além da consultora CB Contact Center e a Bartira, uma das maiores fabricantes de móveis da América Latina — em nota que lamenta a morte de Klein.

No comunicado, o grupo afirma que “a melhor forma de honrarmos seu legado empreendedor é continuar crescendo e realizando os sonhos de nossos clientes e colaboradores” e expressa o pesar e o agradecimento ao empresário pela sua contribuição ao setor.

Todas as lojas da rede farão um minuto de silêncio às 14h desta quinta-feira em homenagem ao fundador do grupo.

O Globo
Produzido por MVS Designer | Copyright © 2010 - 2014 Portal Araçagi